NÃO SINTO ORGASMO COM PENETRAÇÃO VAGINAL, O QUE FAZER?

11/06/2021

NÃO SINTO ORGASMO COM PENETRAÇÃO VAGINAL, O QUE FAZER?

Há vários motivos físicos e emocionais que dificultam o orgasmo vaginal. Pesquisas indicam que apenas 30% das mulheres conseguem senti-lo com frequência.


Vamos passar os 4 fatores que interferem no orgasmo vaginal, são eles:


1º Ter saúde dos músculos íntimos é fundamental, pois se os músculos locais estiverem flácidos ou tensos irão alterar a circulação, inervação local (baixa sensibilidade) e força dos músculos, e assim será difícil ter orgasmo.

2º A experiência da mulher, o envolvimento no sexo e com sua parceria, a realização de preliminares com boa excitação e adequada lubrificação, tudo isso interferirá para ela sentir prazer e chegar no orgasmo.

3º A correlação anatômica do casal. Sim, pênis muito grande e grosso com vagina apertada torna-se incompatíveis para o orgasmo, assim como pênis pequeno com vagina grande! Pois podem não realizar fricção na área do ponto G ou causar desconforto na penetração, prejudicando o orgasmo.

4º A ausência de autoconhecimento e estímulos prévios na região do ponto G pela mulher em momentos individuais podem dificultar o orgasmo durante a penetração.


Existem algumas atitudes que poderão ajudar a mulher a sentir prazer durante as penetrações vaginais, seguem abaixo:


- Melhore a sensibilidade na região do Ponto G

A primeira atitude é melhorar os aspectos físicos do períneo, como: 1º estimular a região do ponto G e ter autoconhecimento; 2º ter os músculos vaginais sadios, fortalecidos; 3º achar a postura que favorece o pênis ou objeto a friccionar na região do ponto G (parede anterior da vagina, uns 2-4 cm de profundidade).

Grande dica: recomendamos a mulher realizar estímulos locais em momentos de tranquilidade e autoconhecimento, como estimular com dedos, vibradores ou geis a região do ponto G, que está localizado na parede anterior da sua vagina.


- Precisa fortalecer a região? Segue duas dicas para este fim

1º Uso do Massageador Terapêutico Peridell dentro do canal vaginal, nas paredes laterais e na parede anterior, região do ponto G.

2º Realizar exercícios de Pompoarismo ou kegel: contrai e relaxa somente os músculos vaginais de modo devagar. Fazer 3 séries de 10 repetições, totalizando 30 vezes (descansar 30 seg. entre cada série). Fazer de 1 a 2 vezes ao dia.

Caso apresente dificuldades em contrair e relaxar seus músculos íntimos, indicamos que você procure um Fisioterapeuta Pélvico para avaliar seus períneo e tratar possíveis lesões locais, além de aprender a realizar os exercícios citados acima e como usar o Peridell de acordo com seus músculos locais.

Grande dica: você pode usar géis que vibram e alteram a temperatura local (esquentam e/ou esfriam), estes irão estimular a circulação e percepção corporal local, ajudarão na sensibilidade do seu ponto G e na facilitação do orgasmo durante as penetrações.

Importante, a melhora em sua queixa poderá levar alguns meses, não desanime!


Fabiane Dell` Antônio - @fabianedell

Fisioterapeuta - Palestrante - Consultora da Empresa Hot Flowers

* Mestrado em Ciências da Saúde Humana – UnC / SC

* Especialização em Neuropsicologia e Aprendizado – PUC / PR

* Especialização em Fisioterapia em Uroginecologia – Faculdade Inspirar / PR

* Especialização em Sexualidade Humana – USP / SP