Hot Flowers
side-area-logo

DICAS SOBRE SEXO

Tire todas as suas dúvidas sobre a sua sexualidade
Dicas sobre Sexo

As práticas sexuais mais realizadas são o sexo com penetração vaginal, anal, sexo oral e masturbação.

O sexo saudável e de qualidade é quando ambos os parceiros o realizam com prazer e felicidade. Para isto é necessário envolvimento e prazer físico e emocional aos envolvidos. Afinal, qualquer atividade que realizamos e sentimos prazer ativa em nosso cérebro a área septal, responsável pelos resultados prazerosos que vivenciamos diante de algo que nos faz feliz.

Realizou-se no mês de maio de 2017 uma pesquisa sobre o tipo de prática sexual que elas mais gostam com as clientes do site de revendas de produtos sensuais, em parceria com a autora do questionário, a fisioterapeuta e sexóloga Fabiane Dell´Antônio.

Nesta pesquisa participaram 159 mulheres, sendo que 67,2% das entrevistadas apresentam idade entre 18 a 29 anos, 47,2% são casadas e 30,8% namorando. Destas, 86,24% são heterossexuais, e em relação ao tempo do relacionamento observa-se que 37,7% estão com tempo acima de 6 anos e 36,5% entre 2 a 5 anos.

Realizou-se uma questão sobre quais os tipos de práticas sexuais que as mulheres mais gostam de realizar com outra pessoa para sentirem prazer. Nesta questão havia apenas seis respostas para a mulher assinalar apenas uma alternativa. Obteve-se os seguintes resultados de acordo com as escolhas das 159 participantes.

1º - receber penetração do pênis na vagina - 42,1%;

2º - receber estímulos orais no clitóris - 28,9%;

3º - receber estímulos com os dedos no clitóris - 9,4%;

4º - receber estímulos com os dedos na vagina - 7,5%;

5º - receber estímulos orais e toques no ânus - 6,9%;

6º - receber penetração do pênis no ânus - 5%.

 

De acordo com os resultados desta pesquisa observa-se que a maioria das mulheres preferem realizar sexo de penetração vaginal para sentirem prazer com outra pessoa.

Vale ressaltar que nesta pesquisa a maioria das participantes foram mulheres com idades entre 18 a 29 anos, e que não foi verificado fatores que podem prejudicar os músculos íntimos e interferir no prazer sexual delas durante a prática sexual escolhida.

 

A segunda prática sexual que as mulheres mais gostam de realizar para sentirem prazer com outra pessoa foi receber os estímulos orais no clitóris durante as preliminares.

Diante deste resultado observa-se a maior necessidade de estimulações orais no clitóris para a excitação e prazer feminino, visto que pesquisas realizadas por Carmita Abdo (2006) relatam que em média apenas 30% dos brasileiros realizam sexo oral. Estes dados são baixos devido a importância dos estímulos neste órgão feminino responsável pelo prazer da mulher.

 

Os estímulos na região anal e penetração com o pênis no ânus foram as práticas sexuais que menos agradam as pesquisadas.

 

Conclui-se que a prática sexual que mais favorece o prazer das mulheres brasileiras com idade entre 18 a 29 anos com outra pessoa é a penetração do pênis na vagina.

 

 

Produtos sensuais contribuem no prazer

 

Para melhorar o prazer nas práticas sexuais recomenda-se o uso de produtos sensuais, como:

1-   Lubrificantes íntimos;

2-   Geis para sexo oral;

3-   Geis que alternam a temperatura;

4-   Geis que retardam a ejaculação;

5-   Geis que promovem ereção;

6-   Geis estimulantes femininos;

7-   Dessensibilizantes.

 

Cada mulher tem a sua preferência nas práticas sexuais, seus hábitos e necessidades. Recomenda-se mudanças constantes da vida sexual, e muita criatividade!

As práticas sexuais mais realizadas são o sexo com penetração vaginal, anal, sexo oral e masturbação.

 

O sexo saudável e de qualidade é quando ambos os parceiros o realizam com prazer e felicidade. Para isto é necessário envolvimento e prazer físico e emocional aos envolvidos. Afinal, qualquer atividade que realizamos e sentimos prazer ativa em nosso cérebro a área septal, responsável pelos resultados prazerosos que vivenciamos diante de algo que nos faz feliz.

 

Quem faz sexo prazeroso terá maior disposição e vontade de realizar práticas sexuais com frequência. Deste modo haverá alguns benefícios para o casal e sua vida íntima.

 

Os benefícios do sexo para o casal

O sexo regular e realizado de forma saudável e prazeroso faz muito bem em nossas vidas. Segundo pesquisadores os benefícios são na saúde em geral, no bem estar, disposição física e mental, no sono, no desempenho sexual, no aumento da autoestima, criatividade, memória, no aumento das percepções corporais, felicidade e outros.

Quando o casal realiza sexo prazeroso para ambos ocorrem alguns benefícios, como:

1-   Melhora a sexualidade individual e do casal;

2-   à hàHá aumento na parceria e companheirismo;

3-   AuAuAumAumento da intimidade e vontade de estarem juntos;

4-   Favorece o diálogo e a compreensão dos problemas diários;

5-   Aumenta a tolerância com os erros do outro.

Mas os benefícios acima só ocorrerão se o sexo realizado pelo casal for prazeroso para ambos.

Na vida sexual do casal é necessário o equilíbrio entre a vontade e frequência desejada para ambas as partes, devem um proporcionar para o outro excitação e prazer durante as preliminares, e mudarem os hábitos sexuais quando estes são necessários.          

 

 

        

O que fazer para ter um sexo prazeroso?

O casal deve ter o hábito de realizar com frequência momentos de intimidade com preliminares, precisam realizar estímulos prazerosos para ambos. Devem conhecer o corpo do outro e a si mesmo, saber como proporcionar excitação na outra pessoa e estar emocionalmente e fisicamente preparado para as práticas sexuais.

Em casos de algum problema ou disfunção sexual em um dos cônjuges o casal precisa buscar ajuda com profissionais da saúde ou sexólogos, usar produtos que contribuem na saúde sexual e no autoconhecimento.

O casal precisa mudar constantemente os estímulos e hábitos sexuais de acordo com o passar dos anos e das necessidades de um dos cônjuges para sentir prazer, e é claro, usar a criatividade com produtos sensuais.

Produtos sensuais que favorecem o prazer e a saúde sexual

A HotFlowers é a empresa brasileira de produtos sensuais pioneira em fabricar produtos para a saúde sexual dos seus clientes. Alguns produtos que você pode usar em casa que irão beneficiar o prazer e a saúde são:

 

1-   Lubrificantes íntimos – os lubrificantes facilitam a penetração vaginal e anal, diminui o desconforto e contribui no prazer, além de evitarem lesões teciduais locais;

2-   Geis que esquentam – proporcionam aumento da circulação local com sensações prazerosas, além dos aromas para o sexo oral;

3-   Geis que vibram – proporcionam sensações prazerosas quando usados durante a intimidade, atuam na percepção corporal.

4-   Geis que esfriam – estes resfriam proporcionando sensações agradáveis e apresentam aromas para o sexo oral.

5-   Dessensibilizantes - são indicados para diminuir o desconforto aos iniciantes da prática do sexo anal.

6-   Massageador Terapêutico Peridell – o melhor produto para melhorar a saúde dos músculos íntimos, autoconhecimento, problemas de saúde e disfunções sexuais, além de contribuir no prazer e intimidade entre o casal.

Melhore sua saúde íntima, sinta prazer e modifique seu relacionamento e sua sexualidade com sexo prazeroso.

Os brasileiros não admitem, mas a insatisfação sexual está presente para homens e mulheres, onde fazem sexo com pouca frequência e o que predomina é a “rapidinha”.

 

Sexo rápido com pouco contato íntimo, beijos, olhares e envolvimento podem com o tempo afastar o casal em sua vida íntima e sexual. Pode causar insatisfação para um dos cônjuges e comprometer a saúde e o prazer sexual.

 

Neste contexto haverá insatisfação para uma das partes, na maioria das vezes para as mulheres, já que elas precisam de mais estímulos para chegar na excitação e ter prazer na relação sexual.

Diferentes práticas sexuais

Há várias práticas sexuais que o casal pode praticar durante a intimidade, como o sexo vaginal: através da penetração do pênis na vagina; o sexo anal: através da penetração do pênis no ânus; o sexo oral: através de estimulações orais no pênis e vagina.

A masturbação é outra prática sexual que pode proporcionar muito prazer, autoconhecimento e conhecimento do outro, intimidade e satisfação.

O casal deve ter momentos de intimidades a sós para melhorar a vida sexual, realizarem toques e beijos, diálogo sobre a vida sexual, além de que estes momentos podem favorecer a realização das preliminares.

Hoje sabemos que a penetração do pênis na vagina ou ânus quando a outra pessoa não está excitada o suficiente pode causar desconforto, dor, lesões locais, ausência de prazer e orgasmo, e com o tempo pode provocar aversão ao sexo e afastamento íntimo do casal.

 

A importância da criatividade e preliminares

A realização das preliminares permite ao casal o autoconhecimento e conhecimento do outro, o aumento da intimidade, a aproximação física e emocional do casal, e o principal, favorece o prazer, a satisfação e o orgasmo!

A criatividade entre o casal deve ocorrer por parte dos dois, e não de apenas um dos cônjuges. Todas as pessoas precisam sentir desejadas, acariciadas, tocadas de modo prazeroso, ver no olhar do outro o desejo e o prazer. Sair da rotina favorece o envolvimento e a aproximação do casal.

Mudar de posição e local onde o casal costuma fazer sexo, usar produtos sensuais, modificar os estímulos para excitar o outro e a si mesmo pode mudar o relacionamento, a disposição, a intimidade e predispor a felicidade conjugal.

Ter prazer na vida íntima facilita a satisfação e proximidade entre o casal, contribui na saúde sexual e na sexualidade de ambos.

 

Dicas de produtos que podem mudar sua vida sexual com a criatividade

A Hotflowers disponibiliza vários produtos para você usar a sua criatividade e fazer a diferença na sua vida íntima, afinal, todos podem contribuir para a melhora da saúde sexual e dos estímulos prazerosos durante as preliminares, segue alguns:

 

1-   Vela hidratante corporal beijável – estimula sensações prazerosas com os estímulos recebidos pelas mãos e boca durante as preliminares;

2-   Vibroquete – proporciona sensações de vibração durante o recebimento do sexo oral;

3-   Hot Lub – lubrificante com sabor e que esquenta durante o sexo oral;

4-   Vendas – vendar a outra pessoa e tocar o seu corpo com as mãos e boca durante as preliminares.

5-   Bullet – vibrador com controle remoto que estimulará seus sentidos e seu corpo internamente;

6-   Anel estimulador duplo com vibro – além de estimular a ereção e retardar a ejaculação no homem, este irá vibrar no clitóris da parceira.

São muitos os produtos que irão ajudar você a surpreender a outra pessoa, mas para isto você precisa usar sua criatividade e experimentá-los de acordo com sua preferência.

Experimente-os e mude sua vida sexual, seu relacionamento e sua autoestima.

Sim, a dificuldade ou ausência completa da ejaculação, chamada de Anejaculação, pode ocorrer em homens. Nestes casos estará preservada a sensação do orgasmo, mas ele não ejacula.

Atinge frequentemente homens jovens, e nestes casos pode comprometer a vida sexual do homem e do casal.

 

Esta alteração é mais comum em homens jovens que costumam apresentar insegurança sexual, já nos mais velhos pode ocorrer nos que realizaram a cirurgia para retirada da próstata, a prostatectomia.

 

 

Os principais fatores para ocorrer a anejaculação são:

 

1-   Fatores emocionais, como não ejacular para não provocar uma gravidez;

2-   Insegurança, estresse e ansiedade;

3-   Medicamentos, alterações hormonais, lesões do nervo da medula ou de nervos periféricos; 

4-   Uso excessivo de drogas, outros.

 

Alguns homens adquirem disfunção na ereção devido a ausência de ejaculação, pois sentem que faltou algo e que estão com problemas sexuais.

O nervosismo e preocupação com esta alteração  também podem afetar o orgasmo e frequência sexual.

O homem deve buscar ajuda com médico urologista para diagnosticar a causa, conversar com sua parceria e realizar outros tratamentos necessários.

 

Tratamento

 

O tratamento para a dificuldade ou ausência da ejaculação vai depender de alguns fatores, como a causa, a saúde geral do homem, idade e estado emocional. Já nos casos que surgiram após cirurgia de próstata não há tratamento.

 

A parceria tem um papel muito importante nestes casos, pois precisa compreender o que está acontecendo, quais as possíveis causas e ajudar no tratamento, quando há.

Algumas dicas para a parceria ajudar o homem com esta queixa:

 

·         Incentivar o homem a procurar tratamento médico com o urologista para diagnosticar a disfunção na ejaculação e descobrir a causa.

·         Compreender que o orgasmo e desejo podem continuar normalmente, a única alteração está na ejaculação;

·         Dialogar sobre a vida sexual dele, sua e do casal;

·         Indicar tratamento com psicólogo e fisioterapeuta quando necessário, visto que afeta o emocional e aspectos físicos do períneo;

·         Inovar a vida sexual, usar de criatividade e produtos sensuais com dicas de um profissional capacitado.

 

Quando o homem apresenta esta queixa deverá diagnosticar a causa e realizar mudanças na vida sexual, como ter diálogo com a parceria, inovar nas práticas sexuais e ter consciência que não ejacular não interfere na masculinidade e prazer do homem.

 

O casal precisa realizar preliminares com toques e beijos pelo corpo todo sem pressa de finalizar a prática sexual.

 

 

Produtos sensuais que ajudam nas preliminares

A Hotflowers disponibiliza vários produtos para a melhora da saúde sexual e dos estímulos prazerosos durante as preliminares, segue alguns:

1-   Geis que promovem a excitação masculina, e contribuem no aumento da circulação peniana e ereção;

2-   Massageador Terapêutico Peridell que contribui na melhora dos músculos íntimos;

3-   Bomba peniana que estimula a circulação peniana;

4-   Óleo para massagem sensual e íntima;

5-   Geis que mudam a temperatura e proporcionam prazer durante o sexo oral;

6-   Geis que vibram, estes proporcionam excitação e vibração no pênis.

O orgasmo é o prazer máximo que o homem sente após ter uma prática sexual prazerosa e satisfatória, e não está associado a ejaculação.

O homem necessita realizar práticas sexuais envolvido emocionalmente e fisicamente para ser feliz no sexo, por isto a compreensão do que apresenta é fundamental para sua segurança e autoestima.

A mulher pode sofrer alterações em sua sexualidade desde a gestação devido as alterações hormonais, físicas, emocionais e culturais, com possíveis consequências negativas na vida íntima do casal durante a gestação, puerpério e se prolongar por anos após o nascimento do filho.

A gestação é um dos períodos marcantes na vida da mulher, sendo assim há necessidade de conhecimento e atitudes que beneficiam esta fase na vida sexual da mulher.

 

Após o nascimento do filho o processo de amamentação pode alterar o desejo sexual devido as alterações hormonais que ocorrem no corpo e para a produção do leite materno, juntamente com a mudança física, cansaço, mudança na vida familiar e pessoal. São tantas as mudanças que é muito comum ela não pensar em sexo durante o período de quarentena. São 40 dias pós-parto que a mulher deve esperar para retornar a vida sexual, indicado pelos médicos ginecologistas para aguardar o retorno fisiológico e a recuperação da região uterina e músculos do assoalho pélvico (região do períneo).

 

Para o retorno à vida sexual após o nascimento do filho a mulher precisa estar bem emocionalmente e fisicamente, assim sentirá prazer e satisfação com desejo sexual normalizado e os benefícios do sexo saudável e feliz.

 

 

Atitudes para o retorno à vida sexual após o nascimento do filho

 

A mulher deve preparar-se emocionalmente e fisicamente para o retorno à vida sexual, e isto requer diálogo e participação do parceiro (a).

O ideal é que ela utilize o Massageador Terapêutico Peridell, inicialmente com uso externo na vulva e após  com o uso internamente no canal vaginal, assim que o médico permitir e com indicação do Fisioterapeuta. Deste modo estará preparando a musculatura e tecidos locais para a penetração, com melhora no relaxamento local, circulação e inervação, melhora da força e sensibilidade local, com analgesia e recuperação da cicatriz da episiotomia e possíveis lesões locais decorrentes do parto vaginal. Caso tenha ocorrido o parto cesárea também é indicado seu uso, afinal houve por meses sobrecarga e alterações corporais que podem comprometer os músculos íntimos.

No momento da intimidade o casal deve realizar preliminares com muitos estímulos prazerosos para proporcionar excitação e lubrificação vaginal, assim irá relaxar os músculos vaginais e facilitar as fricções locais e o prazer. Se precisar a mulher deve usar um lubrificante íntimo específico para a vagina para facilitar a penetração e evitar desconforto do retorno à vida sexual após o nascimento do filho, como o Intense Loob da Hotflowers.

Na vida sexual do casal é necessário o equilíbrio entre a vontade e a frequência desejada para ambas as partes, sem comprometimento da sexualidade de um para agradar o outro. Fazer sexo sem vontade para agradar o outro com frequência pode fazer mal à saúde levando ao desenvolvimento de doenças psicossomáticas como estresse, depressão, síndrome do pânico e outras.

A mulher deve cuidar da sua saúde sexual respeitando seu corpo e sua vontade, evitar fazer sexo com desconforto ou dor, preocupada com os filhos, cansada e com sono.

O principal hábito que o casal pratica e que melhora muito a saúde sexual e prazer da mulher é fazer sexo com calma, com muitos estímulos prazerosos, descansados e relaxados para ter adequado envolvimento físico e emocional de ambos.

 

Produtos sensuais que ajudam na saúde sexual da mãe

A Hotflowers lançou a linha SAÚDE E PRAZER, o bem estar sexual. Nesta contém produtos que contribuem para a saúde sexual das mulheres que são mães e querem ter sexualidade saudável. Alguns ela pode usar sozinha e outros precisam da indicação de Fisioterapeutas e profissionais especializados em Sexologia.

1-   Lubrificante íntimo 100% de silicone Intense Loob;

2-   Massageador Terapêutico Peridell;

3-   Cones vaginais (pompoarismo);

4-   Bolinhas de Ben Wa (pompoarismo);

5-   Bomba clitoriana;

6-   Sabonete íntimo;

7-   Óleo para massagem sensual;

8-   Excitante feminino Orgástico.

Após o nascimento de um filho o casal pode precisar mudar os hábitos sexuais e os estímulos para proporcionar melhora na participação e prazer da mulher.


A ciência comprova que ter saúde emocional e física favorece a satisfação na vida sexual de homens e mulheres. Isto ocorre porque de todos os prazeres que a pessoa tem na vida o sexo representa mais de 90%, e para ter prazer no sexo são necessário 50% de envolvimento físico e 50% do emocional.

Sentir prazer e satisfação sexual é ter uma vida sexual adequada, com momentos de alegria e prazer, sem dor ou desconforto físico e problemas emocionais decorrentes do sexo. Deste modo as práticas sexuais liberam hormônios que favorecem a felicidade, autoestima, memória, longevidade, criatividade, rendimento intelectual e aumento das percepções corporais, ou seja, saúde.

Os principais fatores que prejudicam a saúde sexual são problemas emocionais, de relacionamento e físicos. No caso dos problemas físicos ocorrem alterações nas estruturas dos músculos do assoalho pélvico, região do períneo, que comprometem a circulação, inervação e força muscular. Quando estes estão alterados haverá menor sensação prazerosa durante as práticas sexuais e algumas vezes possíveis disfunções sexuais e problemas de saúde local.

 

Os benefícios do sexo saudável

O sexo regular e realizado de forma saudável faz muito bem às nossas vidas. Segundo pesquisadores os benefícios são os seguintes:

Ø  Durante o orgasmo o corpo libera endorfina, o que causa euforia, prazer, felicidade e humor, aumentando a tolerância à dor e sensação de bem estar;

Ø  A atividade sexual regular está associada a níveis elevados do anticorpo imunoglobulina A, o que pode proteger de resfriados comuns;

Ø  O orgasmo libera vários hormônios, entre eles a ocitocina que reduz a ansiedade, depressão e previne o câncer de mama;

Ø  A atividade sexual com preliminares de qualidade queima muitas calorias, em média de 3 a 10 por minuto;

Ø  Após o orgasmo o corpo e mente relaxam instantaneamente, favorecem a melhora da qualidade do sono;

Ø  O hormônio DHEA liberado durante o sexo repara os tecidos e previne o envelhecimento da pele;

Ø  Há um aumento de adrenalina e circulação do sangue, com transporte de mais oxigênio para o cérebro, irrigando a região responsável pela memória e aprendizagem. Há também um favorecimento da capacidade do sistema imunológico, melhorando dores musculares, revitalizando células, músculos e pele;

Ø  O sexo frequente estimula a produção de testosterona, hormônio que atua no desejo e desempenho sexual, além de proteger coração e ossos;

Ø  O sexo saudável aumenta a autoestima e favorece a longevidade, criatividade, memória, rendimento intelectual e aumento das percepções corporais.

 

Na vida sexual do casal é necessário o equilíbrio entre a vontade e a frequência desejada para ambas as partes, sem comprometimento da sexualidade de um para agradar o outro. Estudiosos afirmam que deixar de fazer sexo e reprimir seus desejos constantemente, assim como fazer sexo sem vontade para agradar o outro com frequência, pode fazer mal à saúde levando ao desenvolvimento de doenças psicossomáticas como estresse, depressão, síndrome do pânico e outras.

O principal hábito que o casal pratica e que prejudica muito a saúde sexual e prazer é fazer sexo de modo “rapidinho” com frequência, sem realizar preliminares.

 

Produtos sensuais

A Hotflowers lançou a linha A SAÚDE DO SEU PRAZER, nesta contém produtos que contribuem para a saúde sexual de homens e mulheres em qualquer idade. Além destes a Empresa oferece inúmeros produtos que estimulam o prazer e a felicidade do casal.

A realização das preliminares contribui para a adequada excitação e lubrificação de ambos, facilita o prazer e orgasmo. Permite o conhecimento de si e do outro, aumento da intimidade entre o casal, desejo sexual e melhora da saúde geral.

Tire suas Dúvidas com a
FABIANE DELL`ANTÔNIO

Graduada em Fisioterapia, com Mestrado em Ciências da Saúde Humana (UnC-SC) e nas seguintes Especializações:

Neuropsicologia e Aprendizado (PUC-PR);

Fisioterapia em Uroginecologia (CBES-PR);

Sexualidade Humana (USP-SP).

Professora Universitária desde 1999. Atua em consultório na área de Sexologia desde 2002. Realiza Cursos e Palestras em Sexualidade Humana desde 2010.

ENVIAR DÚVIDA

COMPRE AQUI FALE CONOSCO